Fim de semana marcado por 4 assaltos a bancos no Pará

0

Uma agência do Banco do Brasil foi assaltada, em Ulianópolis, na última sexta (30), na modalidade “vapor”. De acordo com informações da população, era por volta das 22h quando se ouviram muitos tiros.

Em foto (ao lado) divulgada pelas redes sociais é possível ver um grupo de pessoas feitas reféns do lado de fora da agência. Segundo testemunhas, ao mesmo tempo em que os criminosos explodiram a unidade bancária, outro grupo atirava contra os policiais que trabalhavam no quartel da PM na cidade.

Até o momento não há confirmação da quantia levada ou se alguém ficou ferido.

Santarém

Outro caso foi na Caixa Econômica Federal, na agência Tapajós, em Santarém, a unidade foi arrombada na madrugada do último domingo (2).  De acordo com testemunhas, era possível sentir cheiro forte de fios queimados.

Segundo a polícia, os criminosos fizeram um buraco na parede do cofre e, em seguida, fugiram levando a quantia roubada.

O sistema de alarme foi danificado e não houve acionamento automático.

Ulianópolis

Já, na madrugada desta segunda (3), uma agência do Banco do Brasil, e ainda, a cooperativa de crédito Sicredi, em Canaã dos Carajás, no sudeste do Pará, foram alvos de criminosos fortemente armados. Cerca de 15 pessoas participaram da ação, no momento, eles usaram explosivos que destruíram os dois locais .

Segundo testemunhas, a ação durou mais ou menos uma hora, alguns moradores da cidade foram feitos reféns pelos criminosos. A audácia foi tanta que o bando queimou os carros das vítimas, bem em frente ao quartel da polícia e, ainda, bloqueou a entrada e saída da cidade.

“A situação na cidade é de terror e pânico. A agência ficou muito danificada. Podemos dizer que os assaltos não têm hora para acontecer, os criminosos invadem a cidade e botam terror na população e na categoria bancária, ambas reféns da insegurança. Mas vamos continuar pedindo medidas do governo para tentar minimizar essas situações”, contou o diretor do Sindicato e funcionário do Banco do Brasil, Diego Sousa.

A polícia investiga o caso, até o momento ninguém foi preso e não foi informada a quantia roubada.

Até agora, o Sindicato dos Bancários contabilizou 64 ocorrências, sendo 44 assaltos consumados e 20 tentativas. Ano passado foram 71 ocorrências, sendo 40 consumados e 31 tentativas.

“Esses casos se intensificam nesse período porque é quando os trabalhadores e trabalhadoras recebem a segunda parcela do décimo terceiro salário e, também, por conta da aproximação de datas comemorativas, como o Natal. Esses bandos se aproveitam da falta de segurança nessas localidades e agem sem temor. Enquanto a segurança pública e bancária não entrarem na pauta prioritária do governo e dos bancos, vamos seguir reféns dessa violência desenfreada”, afirma o presidente do Sindicato dos Bancários do Pará, Gilmar Santos.

 

Fonte: Bancários PA
Foto: Reprodução

Comments are closed.