Bancários e Bancárias realizam Ato em defesa do Banco da Amazônia e do FNO

0

A MP 1052 é um golpe de Bolsonaro e Guedes contra a Amazônia e o Nordeste, pois diminuirá drasticamente o fomento ao desenvolvimento das Regiões.

A manhã desta quinta-feira 10, foi marcada pelo ato em defesa do Banco da Amazônia e do FNO (Fundo Constitucional de Financiamento do Norte) contra a MP 1052.

A atividade foi iniciativa da Associação dos Empregados do Banco da Amazônia, e contou com a participação direta do Sindicato dos Bancários do Pará.

O ato foi realizado em frente a Matriz do Basa, contando com a presença massiva dos empregados e empregadas do Banco.

Para Tatiana Oliveira, presidenta do Sindicato dos Bancários do Pará, a participação precisa ser ativa também nas plataformas digitais.

Precisamos fazer com que a sociedade saiba o que eles estão tentando fazer. Tem tanta confusão acontecendo ao mesmo tempo, milhares de pessoas morrendo todo dia, e não podemos correr o risco que essa Medida Provisória não pareça importante nos meios dos noticiários. Assim, nossa participação nas redes sociais se torna fundamental, precisamos que o engajamento chegue em todo canto para que seja dada a devida importância”, orientou.

Gilson Lima, presidente da associação, defende que o Banco da Amazônia é o único Banco preparado para aplicar os recursos do Fundo.

Na nossa região existe uma instituição que detém o conhecimento para fazer isso da melhor maneira possível. Pois é o Banco da Amazônia com seus técnicos lá da ponta que conhecem essa Região e sabem a melhor forma de fazer essa aplicação”, defendeu.

Para o Secretário Geral do Sindicato e membro da Fetec-CUT/CN, Sérgio Trindade, é preciso defender, em primeiro lugar, o desenvolvimento da Amazônia.

A gente precisa sensibilizar os nossos colegas, chamá-los a vir para a luta, pois é a partir de nós, ampliando a nossa voz, fortalecendo as ações das entidades representativas, que nós conseguiremos fazer ouvir a nossa pauta”, enfatizou.

Ainda nesta quinta-feira, às 19h, será realizada uma live “Em defesa dos Fundos Constitucionais contra a MP 1052”.

POR QUE SOMOS CONTRA A MEDIDA PROVISÓRIA 1052?

Porque ela prevê, de forma gradativa até o ano de 2026, cortes significativos na taxa do FNO e do FNE (Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste). Esta MP compromete a sustentação financeira dos bancos regionais públicos, como o Banco da Amazônia e o Banco do Nordeste.

A MP 1052 é um golpe de Bolsonaro e Guedes contra a Amazônia e o Nordeste, pois diminuirá drasticamente o fomento ao desenvolvimento das Regiões.

Na prática ela poderá acarretar:

No fechamento de agências, pois o custo de manutenção é alto, e com o corte na taxa de administração, as agências físicas podem ser as primeiras a sofrerem cortes;

No crédito mais caro, pois a perda desses recursos poderá fazer com que o Banco encareça o empréstimo a pequenos empresários e produtores, o que nos preocupa muito, afinal, atualmente o custo é relativamente baixo, o que ajuda a acelerar o crescimento dos microempreendedores, além de ser uma fonte de crédito super importante para a Região;

Na alteração de prioridades do Banco, que hoje é de fomento ao desenvolvimento da nossa Região, e poderá passar a ser, principalmente, uma corrida pelo lucro na tentativa de garantir a estabilidade financeira.

 

Fonte: Bancários PA

Comments are closed.