Nota de solidariedade à CUT Colômbia

0

Explosão de carro-bomba na sede da CUT Colômbia matou uma e feriu 9 pessoas

O Sindicato dos Bancários do Pará se solidariza com as companheiras e os companheiros da Central Unitária de Trabalhadores da Colômbia, pelo atentado terrorista de extrema-direita ocorrido no dia 19 de janeiro na sede da entidade na cidade de Saravena, em Arauca.

A explosão de um carro-bomba em um edifício sede de entidades populares deixou pelo menos uma pessoa morta e outras nove feridas. No local funcionava uma escola de Direitos Humanos bastante criticada pelo governo do presidente Iván Duque. Os terroristas fugiram ao serem flagrados disparando contra os que estavam no local.

O atentado ocorreu um dia após o partido do governo ter pedido a cassação da personalidade jurídica da Federação Colombiana de Trabalhadores da Educação (Fecode), e em meio a uma campanha violentíssima de ameaças e perseguições contra lideranças populares.

Costa Rica, Colômbia e Brasil são os 3 países da América Latina que terão eleições presidenciais em 2022. O primeiro turno do pleito colombiano está marcado para 29 de maio (mais de dois meses depois das eleições legislativas, em março) e o possível segundo turno será em 19 de junho.

A maioria das pesquisas de opinião na Colômbia apontam a dianteira do senador de esquerda Gustavo Petro, do Colômbia Humana, um economista, ex-guerrilheiro e ex-prefeito de Bogotá que em 2018 perdeu o segundo turno para o atual presidente, Iván Duque. Um eventual triunfo de Petro marcaria algo inédito: a primeira vez que um candidato de esquerda seria eleito presidente da Colômbia.

Diante de todo esse contexto, consideramos inaceitáveis atitudes políticas tão violentas e sangrentas, cujo único objetivo é asfixiar o processo democrático e impor um regime ditatorial.

Nossa solidariedade à CUT e a todos os trabalhadores e trabalhadoras da Colômbia!

Sindicato dos Bancários do Pará

Comments are closed.